Relatórios somem do site do TCE após acusações de Dilma

Por Nadia
Dilma e Aécio se enfrentaram pela primeira vez no segundo turno no debate da Band | Filipe Redondo/Band Dilma e Aécio se enfrentaram pela primeira vez no segundo turno no debate da Band | Filipe Redondo/Band

Os relatórios técnicos sobre as contas do Estado de Minas Gerais ficaram fora do ar por pelo menos quatro horas na quarta-feira. Pouco antes do sumiço, a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), havia usado os documentos para acusar Aécio Neves (PSDB) de não investir o mínimo exigido por Lei na área da saúde.

A acusação da candidata petista foi feita durante o debate da Band, na noite de terça-feira. Diante da defesa do seu adversário, que negou a informação, Dilma afirmou que os eleitores poderiam confirmar a suposta irregularidade no site do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Desde então, a página saiu do ar.

Segundo a presidente, o governo do PSDB em Minas Gerais teria investido menos de 12% da receita estadual na saúde e também teria desviado R$ 7,6 bilhões entre 2006 e 2012.

O site voltou no final da tarde de quarta-feira, quase 24 horas depois do debate da Band. A explicação do TCE é que o site saiu do ar por causa da quantidade de acessos na noite de terça-feira.

As acusações entre os candidatos começaram já no primeiro bloco do debate. Assista:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo