Paulo Roberto Costa diz que pagou propina a político do PSDB

Por lyafichmann

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou em depoimento ao Ministério Público Federal que repassou propina ao ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra para que ele ajudasse a esvaziar uma CPI criada em 2009 – que durou cinco meses – para investigar a estatal.

Guerra que integrava a comissão como senador por Pernambuco, morreu em março deste ano, aos 66 anos, vítima de um câncer no pulmão.

De acordo com o depoimento de Costa, as empresas que prestam serviços à Petrobras tinham como objetivo encerrar as investigações da CPI, já que ela ameaçava prejudicar os negócios com a estatal. A existência da comissão também incomodava o PT, PMDB e PP, apontados por Costa como os principais beneficiários do esquema de corrupção.

O jornal “Folha de S. Paulo” ouviu quatro pessoas envolvidas na investigação da operação Lava Jato que confirmaram o depoimento do ex-diretor. Além disso, segundo eles, Costa contou ter tomado providências para que o dinheiro chegasse ao senador do PSDB, mas não confirmou se ele recebeu os recursos.

Em nota, o PSDB informou apoiar que todas as acusações sejam investigadas. Francisco Guerra, filho do ex-senador, afirmou que não comentará o caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo