TSE manda Google retirar vídeo de carteiro com panfletos

Por Nadia
Suposto carteiro entrega panfletos de Dilma | Reprodução/YouTube Suposto carteiro entrega panfletos de Dilma | Reprodução/YouTube

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta segunda-feira que a empresa Google, responsável pelo site Youtube, retire da internet o vídeo em que um suposto carteiro entrega panfletos que seriam da campanha da candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff.

De acordo com a decisão, o conteúdo do vídeo “induz o eleitor a acreditar que dirigentes dos Correios ou até mesmo a candidata Dilma estariam praticando ato ilícito”.

Benjamin atendeu a pedido de liminar protocolado pela coligação de Dilma. Segundo o ministro, a defesa de Dilma alegou que o serviço foi devidamente pago e que outros candidatos também usaram os Correios para entregar panfletos de campanha.

Na semana passada, os Correios negaram uso político da empresa na distribuição de material de campanha de candidatos. Em entrevista à imprensa, o presidente da estatal, Wagner Pinheiro, disse que “o trabalho dos Correios obedece a critérios estritamente operacionais”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo