Paulo Roberto Costa diz ter recebido R$ 57 milhões de empreiteira

Por Tercio Braga

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou em depoimento que a empreiteira Odebrecht foi a responsável pelo pagamento de US$ 23 milhões (cerca de R$ 57 milhões) que ele recebeu na Suíça entre 2010 e 2011, quando era diretor de abastecimento da empresa, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

Na época dos depósitos, Costa era responsável pela obra da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, com custo que deve passar de R$ 45 bilhões. A Odebrecht ganhou o terceiro maior contrato das obras do local, de R$ 1,48 bilhão, em valores de 2010, em consórcio com a OAS.

A OAS é acusada de ter usado uma subsidiária na África para enviar US$ 4,8 milhões para uma conta do doleiro Alberto Youssef. A Odebrecht nega ter feito qualquer pagamento para o ex-diretor da Petrobras.

A Odebrecht negou ao jornal ter feito qualquer pagamento ou depósito em suposta conta de qualquer diretor ou ex-diretor da Petrobras. A OAS não quis comentar as acusações do Ministério Público Federal.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo