Dilma diz que Costa tinha credenciais para ser o diretor da Petrobras

Por Carolina Santos
Para Dilma, carreira de Costa o credenciou ao cargo | Alan Marques/Folhapress Para Dilma, carreira de Costa o credenciou ao cargo | Alan Marques/Folhapress

A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), afirmou nesta segunda-feira que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa “tinha credenciais necessárias para ser escolhido diretor” da estatal.

Segundo a candidata, Costa – acusado de ter operado um esquema de desvio de recursos da Petrobras – se credenciou pra chegar à diretoria no governo de Fernando Henrique Cardoso, do PSDB.

“Ele foi diretor da Gaspetro. Naquela época, a Gaspetro cuidava dos gasodutos do país que estavam iniciando. Ela era um órgão importante”, afirmou. “Foi uma surpresa. Foi. Se ele fosse, se eu soubesse que ele era corrupto, ele estava imediatamente demitido. Eu não compactuo, não compactuei na minha vida e jamais o farei com práticas de ilícito, práticas criminosas de corrupção.”

Questionada sobre a interferência política na indicação no cargo, Dilma negou que Costa tenha chegado à diretoria através de uma indicação. “Não foi uma indicação política no meu caso. Não foi também no caso do Lula”, disse a presidente em entrevista ao Bom Dia Brasil.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo