Paulo Roberto Costa liga dois ex-diretores da Petrobras à corrupção, segundo jornal

Por fabiosaraiva
Paulo Roberto Costa durante depoimento na CPMI da Petrobras | Geraldo Magela/Agência Senado Paulo Roberto Costa durante depoimento na CPMI da Petrobras | Geraldo Magela/Agência Senado

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou em seus depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal (MPF) que o esquema de desvios de recursos na estatal não funcionava apenas em sua área, e que ocorria também na diretoria de Serviços e Engenharia e na divisão internacional, de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a  publicação, Costa afirmou que teve conhecimento de irregularidades nas duas secretarias durante o período em que integrou a cúpula da estatal, de 2004 e 2012.

As diretorias apontadas por Costa já são citadas em outros casos de irregularidade, como na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

A diretoria de Serviços e Engenharia era ocupada, à época, por Renato Duque, indicado pelo PT e um dos membros do alto escalão da empresa mais próximos da cúpula do partido na gestão do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A área internacional estava sob responsabilidade de Nestor Cerveró.

Segundo o jornal, Costa citou nominalmente os ex-colegas, mas não há a confirmação se ele os incriminou diretamente.

Duque já foi citado em outro inquérito da PF que investiga irregularidades nos negócios da Petrobras, em um suposto esquema de evasão de divisas. O advogado de Nestor Cerveró, Edson Ribeiro, afirmou que seu cliente só irá se pronunciar caso seja notificado oficialmente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo