Paulo Roberto Costa chega à Brasília para depor em CPI

Por Carolina Santos
Paulo Roberto Costa prestará depoimento na CPMI  |Daniel Marrenco/Folhapress Paulo Roberto Costa prestará depoimento na CPMI |Daniel Marrenco/Folhapress

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa chegou por volta das 11h30 desta quarta-feira à Brasília, onde será ouvido, nesta tarde, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista que apura irregularidades na estatal.

Costa deixou a sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba com destino a Brasília nesta manhã. Escoltado, o ex-responsável pelas áreas de Refino e Abastecimento da estatal embarcou com destino à capital federal no Aeroporto Internacional Afonso Pena. O depoimento de Costa na CPI do Congresso está marcado para as 14h30 desta quarta-feira.

 

Preparação

O presidente da CPI da Petrobras, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), aproveitou a terça-feira para acertar os detalhes logísticos do depoimento do ex-diretor. Costa seguirá escoltado até o Congresso, quando passará a ficar sob a guarda da Polícia do Senado. A ordem judicial é que ele não precisa usar algemas.

No Senado, onde ocorrerá a sessão da CPI, a Ala Nilo Coelho será isolada, impedindo o acesso de visitantes à sala da comissão. No entanto, o trânsito de parlamentares, assessores, servidores e jornalistas estará liberado.

Também para garantir o acompanhamento da sessão por parte da imprensa, caso ela não seja secreta, o senador Vital do Rêgo solicitou que sejam instalados telões em outras salas, uma vez que a da CPI será pequena para acomodar a todos. A expectativa, no entanto, é que o depoimento de Costa possa ser frustrado pelo acordo de delação premiada que ele fez com a Justiça e que coloca as informações sob sigilo. Para tentar evitar que o ex-diretor se recuse a falar, com receio de perder os benefícios da delação, alguns parlamentares defendem que o depoimento ocorra em sessão secreta.

Loading...
Revisa el siguiente artículo