Candidatos à Presidência voltam a trocar acusações

Por Carolina Santos

selo-eleicao-metro-eleicoes-2014-150Os três principais candidatos na disputa pelo Palácio do Planalto voltaram a dedicar parte da agenda de campanha no domingo à troca de acusações.
Durante evento em Ceilândia, no Distrito Federal, Marina Silva (PSB) disse ser alvo de uma campanha de difamação nas redes sociais promovida por membros do “mensanet”, uma referência ao escândalo do mensalão, que resultou na prisão de líderes históricos do PT.
A ex-senadora pediu aos eleitores que fiquem atentos ao teor das publicações. Sobre as recentes trocas de farpas com a presidente Dilma Rousseff, Marina mandou um recado para a adversária: “Fique tranquila, presidente. A senhora não vai receber de mim o que a senhora está fazendo comigo. Eu não vou agredir uma mulher.”

Alto nível
Em coletiva no Palácio da Alvorada, na qual fez um balanço do programa Ciências Sem Fronteiras, Dilma disse que não ataca a candidata do PSB, apenas diverge das posições e propostas apresentadas pela ex-senadora. Para a presidente, não há espaço na disputa política para quem se faz de vítima. “Se você não tiver coluna vertebral, não aguenta. Não tem coitadinho na presidência. Se for coitadinho, não aguenta. A vida é dura.”
A candidata do PT ainda afirmou que deseja um debate de alto nível com Marina e o tucano Aécio Neves até o dia 5 de outubro, data das eleições. “A crítica contra as propostas do outro candidato é válida, faz parte da democracia, o ataque pessoal não pode ser aceito.”

Ética
Ao lado do ex-jogador Ronaldo, Aécio Neves (PSDB) visitou a CUFA (Central Única das Favelas), no Rio de Janeiro. O tucano aproveitou uma caminhada para disparar contra Dilma e Marina.
Segundo o senador, o modelo de governo do PT fracassou pelo “absoluto descompromisso com a ética, o que envergonhou todos os brasileiros”. Com relação a Marina, ele afirmou que a candidatura do PSB não tem condições de governabilidade e pode colocar em risco o desenvolvimento do país. “O Brasil não é para amadores. Não podemos arriscar o futuro em uma aventura”.

Dilma Rousseff Marina Silva Aecio Neves Campanha eleições

Loading...
Revisa el siguiente artículo