Cai 5,9% o número de universitários formados no Brasil

Por Tercio Braga

Pela primeira vez desde 2003, o número de alunos que se formaram no ensino superior diminuiu.  Em 2012, 1,05 milhão de alunos concluíram os cursos. No ano passado, foram 991 mil, uma queda de 5,9%. Os dados são do Censo da Educação Superior, e foram divulgados ontem pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Entre os que concluíram o curso, 229.278 (23%) eram da rede pública e 761.732 (77%) frequentaram o ensino particular.

Matrículas

De acordo com o censo, o número total de alunos cresceu 3,6%, na comparação ao ano anterior. Em 2013, o país registrou 7,3 milhões de matrículas, representando alta de 3,6%. Em 2012, foram 7 milhões de inscrições. São Paulo é o Estado com o maior número de matrículas no total (1,6 milhão).

Mas o crescimento foi inferior em relação ao censo anterior, quando o número de matrículas aumentou 4,4% de 2011 para 2012.

“É natural que o ritmo do número de matrículas venha a diminuir, porque vínhamos de um volume relativamente baixo na primeira década do ano 2000”, disse o ministro da Educação, Henrique Paim. No ano passado, 81% dos matriculados optaram por cursos presenciais e 19% escolheram o ensino a distância.

A grande maioria de universitários matriculados está no Sudeste: 2,9 milhões. Em seguida vem o Nordeste com 1,28 milhão, Sul (962 mil), Centro-Oeste (575 mil) e Norte 423 mil.

Perfil

O estudo aponta que o aluno matriculado em curso presencial é mulher, tem 21 anos e estuda à noite, em um curso de bacharelado de uma instituição de ensino superior privada. 

educacao-superior-em-numeros

Loading...
Revisa el siguiente artículo