Ex-contadora de Youssef derruba versão de deputado Luiz Argôlo

Por Tercio Braga
Contadora Meire Bonfim já prestou depoimento no Conselho de Ética | Renato Costa/Folhapress Contadora Meire Bonfim já prestou depoimento no Conselho de Ética | Renato Costa/Folhapress

A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Bonfim Poza, apresentou ontem na Câmara dos Deputados uma gravação em que o advogado do deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA), Aluisio Lundgren, faz uma suposta proposta financeira para que ela não revele a relação entre o parlamentar e o doleiro.

Em depoimento à Comissão de Ética da Casa, Argôlo –  que responde a um processo por quebra de decoro parlamentar – disse anteontem que a contadora pediu dinheiro para não denunciar o envolvimento dele com o doleiro, preso pela PF (Polícia Federal) na Operação Lava Jato.

“Em todo o momento eu disse que não queria dinheiro. Disse que queria só resolver o problema [de repasse de dinheiro] em relação ao Grande Moinho Cearense”, disse a contadora, citando a empresa que também está sendo investigada pela PF.

Segundo Meire, ela procurou o deputado a pedido de Youssef para tratar da empresa, que teria sido usada para lavar dinheiro, de acordo com a PF. Em um dos trechos da conversa o advogado diz que “todos os deputados sabem do envolvimento de Argôlo com Youssef”.

O relator do processo contra Argôlo, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), disse que não pode considerar as declarações da contadora, já que o processo está em fase de  análise. Por isso, novas testemunhas não podem ser ouvidas.

Meire disse que apresentará as provas à Justiça.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo