Marina venceria Dilma Rousseff, aponta Índice Band

Por Tercio Braga
Aécio Neves, Marina Silva e Dilma Rousseff | Reuters Aécio Neves, Marina Silva e Dilma Rousseff | Reuters

Os novos dados do Índice Band. Coordenado pelo cientista político Antônio Lavareda, o índice é uma média ponderada das pesquisas de intenção de voto que confirma: se a eleição fosse hoje, Dilma e Marina iriam para o segundo turno e a candidata do PSB venceria a disputa.

De acordo com o Índice Band, Dilma Rousseff, do PT, tinha 44% dos votos válidos em 18 de agosto, caiu para 41% no dia 27 e mantém os mesmos 41%.

Marina Silva, do PSB, aparecia com 26% dos votos válidos, subiu para 35% e está com 37%. Aécio Neves, do PSDB, tinha 24%, caiu para 21% e agora tem 20%.

Pastor Everaldo, do PSC, passou de 4% para 1% e agora está com 2%. Outros candidatos somavam 2%, caíram para 1% e mantêm 1%.

Leia mais
• Dilma diz que Marina tem desprezo pelo pré-sal
• Marina diz que Dilma não sabe reconhecer erros

A única candidata que pontuou no último levantamento foi Luciana Genro, do PSOL, com 1%.

Num eventual segundo turno, Marina Silva passou de 52% para 55% dos votos válidos e venceria Dilma Rousseff, que caiu de 48% para 45%.

Em outro cenário, Dilma Rousseff venceria com 55% dos votos válidos e Aécio Neves teria 45%.

A avaliação do governo mostra estabilidade. O índice ótimo e bom passou de 38% para 34% e manteve os mesmos 34%. Regular oscilou de 38% para 37% e agora voltou aos 38%. A avaliação ruim e péssimo tinha 23%, subiu para 28% e agora está em 27%.

O Índice Band fez uma média ponderada das pesquisas Datafolha, CNT/MDA e Ibope divulgadas nos últimos 15 dias.

indice-band

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo