Infraero inicia mudança de identidade sonora nos aeroportos

Por lyafichmann
O primeiro a adotar a mudança é o Aeroporto Santos Dumont / Tânia Rêgo/Agência Brasil O primeiro a adotar a mudança é o Aeroporto Santos Dumont / Tânia Rêgo/Agência Brasil

Os avisos sonoros e mensagens nos aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vão mudar. O primeiro a adotar a mudança é o Aeroporto Santos Dumont, iniciada na segunda-feira. A novidade prevê uma maneira mais informal de comunicação e uma nova locutora com o intuito de se aproximar dos passageiros.

A nova música mistura arranjos com diversos instrumentos, como violoncelo, berimbau, cuíca, flautas e acordeom, e será reproduzida em breve nos terminais do país e no sistema de atendimento ao cliente. As chamadas em espera, sites, eventos e mensagens nos aeroportos também terão um logotipo sonoro. A voz ouvida nos alto-falantes também será outra. Durante décadas, as mensagens eram anunciadas pela locutora Iris Lettieri, que agora será substituída por Ana Paula Aquino.

Uma agência especializada foi contratada pela Infraero para criar a identidade sonora da empresa, levando em conta a opinião de quem trabalha nos aeroportos.

A Agência Brasil perguntou a opinião dos usuários e funcionários do aeroporto sobre a mudança. A aprendiz da TAM, Bruna Araújo, 23 anos, classificou a música como engraçada: “Não tem cara de aeroporto. A outra voz era mais bonita, tinha mais glamour. Eles quiseram deixar o som mais descontraído, mas ficou demais”.

Fabiana Oliveira, 20 anos, vendedora de um quiosque no Santos Dumont, gostou dos novos avisos sonoros. “Acho bobeira aquela formalidade de antes, era muito sem graça”.

Para o engenheiro Rodrigo Coimbra, 34 anos, disse que a mudança é desnecessária. “O som até que ficou agradável, mas acho um gasto inútil de dinheiro do governo. Os aeroportos deveriam ter outras prioridades”.

De acordo com a Infraero, a mudança foi feita com o objetivo de fortalecer o relacionamento com os clientes, de forma mais afetiva e simpática. “As mudanças na operação dos aeroportos do Brasil exigem da Infraero uma postura diferente em relação ao passageiro, de forma que a empresa procure cativar o seu cliente”, diz o presidente da estatal, Gustavo do Vale. A Infraero informou que a mudança chegará aos demais aeroportos de forma gradativa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo