Em novo debate, Skaf volta a evitar dizer que votará em Dilma

Por Tercio Braga
Skaf lembrou que tanto PSDB quanto PT são seus adversários na corrida pelo governo de São Paulo | Nelson Antoine/Frame/Folhapress Skaf lembrou que tanto PSDB quanto PT são seus adversários na corrida pelo governo de São Paulo | Nelson Antoine/Frame/Folhapress

A rivalidade entre Paulo Skaf (PMDB) e Laércio Benko (PHS), registrada no primeiro debate entre os candidatos, na Band, voltou a se repetir nesta segunda-feira durante encontro promovido por Folha, UOL, SBT e Jovem Pan.

No debate na Band (veja aqui), no último sábado, Benko afirmou que votaria em Marina Silva (PSB) e perguntou em qual candidato Skaf votaria. O candidato do PMDB disse que votaria em Michel Temer, vice de Dilma. Benko lembrou que era impossível votar para vice.

“Se você digitar o número do seu partido para presidente, vai dar voto nulo”, afirmou Benko nesta segunda-feira. “A população precisa saber de que lado você está, se vai votar na Dilma. Eu vou voltar na Marina”, completou o candidato do PHS.

Leia também
• Geraldo Alckmin é atacado em debate em São Paulo

Skaf mostrou irritação. “Tenho dito que o PT e o PSDB e todos os demais partidos aqui presentes são meus adversários. Tenho uma proposta diferente e meu foco é São Paulo. Sobre a questão do meu voto, tenho um voto em 140 milhões. Eu voto com o meu partido”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo