TRE rejeita ação de Paulo Skaf contra Geraldo Alckmin

Por lyafichmann
selo interno Eleições-2 Clique e saiba como mandar sua pergunta

O juiz Marcelo Coutinho Gordo, do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) julgou improcedente nesta sexta-feira ação movida pelo candidato do PMDB ao governo do Estado, Paulo Skaf, contra Geraldo Alckmin, do PSDB, candidato à reeleição.

A coligação de Skaf pedia que a Justiça determinasse ao Facebook a exclusão de seguidores que Alckmin teria conseguido em sua página por meio de links patrocinados. Segundo a coligação do candidato do PMDB Alckmin inflou o número de seguidores de sua página na rede social com o pagamento de publicidade na rede, o que seria uma violação à lei da propaganda eleitoral. Segundo o juiz, é “Inegável que o expediente de links e posts patrocinados permitiu a potencialização de seguidores. Mas daí a constituir desvio eleitoral vai uma longa distância”. Cabe recurso ao plenário do TRE. Os pagamentos pela divulgação foram feitos pelo tesoureiro do diretório paulista do PSDB Felipe Sigollo. Segundo informações do facebook enviadas ao TRE, o Sigollo gastou US$ 7.604,88 em seu cartão de crédito pessoal pela publicidade.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo