Conselho de Ética pode votar cassação de André Vargas

Por Nadia
André Vargas pode ser cassado por conselho da Câmara | Antonio Cruz/ABr André Vargas pode ser cassado por conselho da Câmara | Antonio Cruz/ABr

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados já pode votar o pedido de cassação do mandato do deputado André Vargas. Sem partido, Vargas é processado por quebra de decoro parlamentar pela intimidade e troca de favores com o doleiro Alberto Yousseff, preso pela Polícia Federal numa investigação sobre lavagem de dinheiro.

O pedido de cassação é resultado de um trabalho do Conselho de Ética, que marcou reuniões inclusive durante o período de Copa do Mundo e no recesso branco do Congresso.

Durante todo este período, o deputado André Vargas estava sendo defendido por um advogado. Ele só apareceu nesta segunda-feira e, em vez de se defender, acusou o relator de apressar o julgamento.

O relator do processo, deputado Julio Delgado, disse que já esperava a atitude de Vargas para tentar atrasar o processo. O Conselho de Ética rejeitou o pedido de afastamento do relator, feito pelo deputado André Vargas.

Mas o relatório final não foi votado nesta terça-feira por um pedido de vista. A expectativa é de votação apenas em setembro, no próximo esforço concentrado do Congresso Nacional.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo