Juíza reconhece desconto na pena do ex-deputado Genoíno

A renúncia de Genoino suspendeu a instauração de um processo de cassação de mandato | Antonio Araújo/Agência Câmara  | Antonio Araújo/Agência Câmara

A Vara de Execuções Penais do Distrito Federal reconheceu que o ex-deputado José Genoíno tem direito a descontar 32 dias da sua pena.

O benefício foi concedido por causa dos dias trabalhados e cursos feitos na prisão.

Com a redução, Genoíno alcança um sexto da pena, prazo necessário para poder cumprir o restante do período fora do presídio.

Apesar disso, progressão de regime ainda precisa ser analisada pela Justiça. Em junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já havia dado um parecer favorável ao regime de prisão domiciliar para o ex-deputado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo