Alckmin venceria no 1º turno com 50% dos votos, segundo Ibope

Por lyafichmann
Alckmin regulamentou gratuidade nesta quarta | Marco Ambrosio/Folhapress Apenas 8% dos eleitores consideram Alckmin um governador ruim | Marco Ambrosio/Folhapress

Se as eleições em São Paulo fossem hoje, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), seria reeleito para o cargo no primeiro turno no Estado. É o que aponta uma nova pesquisa Ibope, divulgada na noite desta quarta-feira.

Na sondagem, o candidato tucano teve 50% das intenções de votos, seguido à distância por Paulo Skaf (PMDB), que teve 11%. O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT) registrou 5% na preferência dos eleitores e ficou em 3º lugar.

A taxa de rejeição de Padilha, porém, é a maior entre os três primeiros colocados na pesquisa: 19%. Alckmin teve 18% da antipatia do eleitor e Skaf, 13%.

Gilberto Natalini (PV), Gilberto Maringoni (PSOL), Laécio Benko (PHS), Raimundo Sena (PCO) e Wagner Farias (PCB) tiveram apenas 1% das intenções cada um, e Walter Ciglioni (PRTB) não marcou pontos. Votos brancos e nulos somaram 15%, enquanto o percentual de entrevistados que não quiseram ou souberam responder à sondagem foi de 14%.

Mesmo com a crise no abastecimento de água que São Paulo enfrenta, apenas 8% dos eleitores consideraram que o governo de Alckmin é ruim, enquanto 34% disseram que administração do político é boa, contra 38% que a avaliaram como regular. Outros 6% consideram o atual governador ótimo e 4% afirmaram que ele é péssimo. Um total de 3% não soube responder

A margem de erro da pesquisa encomendada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e pela TV Globo, é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Ibope realizou 1.512 entrevistas em 78 municípios, entre os dias 26 e 30 de julho.

propostas dos candidatos do estado
PROPOSTAS-DOS-CANDIDATOS

geraldo-alckmin paulo-skaf alexandre-padinha
Loading...
Revisa el siguiente artículo