Maior parte dos eleitores tem ensino fundamental incompleto, diz TSE

Por lyafichmann
Escolas buscam maior integração entre as crianças | Joel Silva/Folhapress Maioria do eleitorado não tem ensino fundamental | Joel Silva/Folhapress

selo-eleicao-metro-eleicoes-2014-150De 2010 a 2014, o Brasil ganhou mais de 7 milhões de eleitores. Os brasileiros aptos a votar são, na maioria, mulheres, solteiros, com ensino fundamental incompleto e com idade média de 47 anos. O perfil do eleitorado que vai às urnas nas eleições de outubro foi divulgado nesta terça-feira pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os índices de escolaridade chamam a atenção. Ao todo, 47,3% dos eleitores têm baixa instrução: 43,1 milhões (30,2% do total) não concluíram o ensino fundamental; 17,2 milhões (12%) informaram saber apenas ler e escrever; e outros 7,3 milhões (5,1%) se declararam analfabetos.

O número de pessoas que não frequentaram a escola é próximo ao de eleitores com curso superior no país: 8 milhões (5,6%).

Envelhecimento

Os eleitores brasileiros estão envelhecendo. Há quatro anos, a idade média predominante era de 25 a 34 anos, com 33,2 milhões. Hoje, a faixa etária é a segunda maior atrás de 33,7 milhões de pessoas com idade de 45 a 59 anos. A terceira faixa etária mais representativa é de 35 a 44 anos: 28,4 milhões de pessoas.

O número de eleitores acima de 60 anos cresceu 20% em quatro anos – eram 20 milhões e hoje são 24,2 milhões. Por outro lado, caiu o número de brasileiros menores de 18 anos. Em 2010, 2,3 milhões de jovens entre 16 e 17 anos votaram, mesmo com a votação sendo facultativa. Este ano são 1,6 milhões de eleitores – uma queda de 31,47%.

Sudeste

As regiões que concentram o maior eleitorado são: Sudeste (43,4%), seguido por Nordeste (26,8%), Sul (14,7%), Norte (7,57%) e Centro-Oeste (7,17%). O Estado de São Paulo é o maior colégio eleitoral, com 22,4% (8,7 milhões) dos eleitores. Já Roraima tem menos eleitores – 299,5 mil.

5

Loading...
Revisa el siguiente artículo