Votação do Marco Civil na Internet é novamente adiada

Por Tercio Braga

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados só irá definir sobre a votação do projeto de lei do Marco Civil da Internet na próxima terça-feira (25). Na reunião de desta quarta, a bancada discutiu assuntos políticos e falou sobre a votação do Marco Civil da Internet, prevista para a próxima semana. Os peemedebistas delegaram ao líder do partido, Eduardo Cunha (RJ), as negociações sobre a votação desse projeto com os outros partidos da aliança informal, composta de PMDB, PR, PTB, PSC e Solidariedade.

Segundo Cunha, há um número grande de deputados do PMDB que mantém a posição de votar contra a matéria. Cunha disse que a decisão majoritária da bancada é acompanhar o agrupamento de partidos com os quais votou o PMDB na semana passada. “A bancada está muito dividida. Boa parte quer votar contra [o projeto] e boa parte aceita mudar de posição, mas, de qualquer forma, em se votando favoravelmente, serão analisados os pontos da negociação”, ressaltou o líder. Cunha destacou que há uma oposição muito forte ao Artigo 20 do texto. “Será um ponto em que, mesmo que a bancada decida votar a favor do texto, vai destacar esse artigo.”

De acordo com Cunha, a decisão sobre como vai votar o PMDB só será tomada terça-feira, em nova reunião do partido. Ele disse que está buscando uma posição comum dos partidos da aliança informal e ressaltou que não dá mais para adiar a votação.

Para ele, não há possibilidade de liberação da bancada para a votação do Marco Civil da Internet. “Este é um ponto muito claro. A bancada quer marcar sua posição, seja ela qual for”, afirmou o líder. “O assunto tem de ser encerrado. Não aguentamos mais a pauta trancada. A bancada quer legislar, e queremos voltar ao debate político da Casa”, concluiu Eduardo Cunha.

Loading...
Revisa el siguiente artículo