Roberto Requião anuncia que pretende disputar a presidência

Por Tercio Braga
Requião afirmou em discurso no Senado que os demais pré-candidatos não discutem um projeto de nação | Agência Senado Requião afirmou em discurso no Senado que os demais pré-candidatos não discutem um projeto de nação | Agência Senado

A corrida para o Planalto tem mais um pretendente. O senador Roberto Requião (PMDB-PR) anunciou nesta quinta-feira que vai se apresentar à convenção nacional para tentar a indicação do partido à Presidência da República.

Ex-governador do Paraná (2003-11) e correligionário do atual vice-presidente, Michel Temer, Requião afirmou em discurso no Senado que os demais pré-candidatos não discutem um projeto de nação.

“Governo e oposição não têm programa para o desenvolvimento brasileiro, com começo, meio e fim, com táticas e estratégias claramente definidas. Os partidos alinhavados às vésperas de cada eleição não podem ser considerados seriamente como projetos para o desenvolvimento brasileiro”, afirmou o senador.

O caminho para o ex-governador paranaense não será fácil. Requião precisa convencer o partido a desistir de fazer parte da base de apoio da presidente Dilma e romper com uma tradição que vem desde 1994. Desde aquele ano, quando tentou o Planalto com Orestes Quércia, o PMDB não lança um candidato à presidência.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo