‘Tropa do Braço’ pode ser usada em outros Estados, diz ministro

Por fabiosaraiva

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta segunda-feira que outros Estados avaliam usar a chamada “Tropa do Braço” – equipe especializada em artes marciais da Polícia Militar – durante as ações em protestos.

O uso da equipe especial foi feito pela primeira vez pela PM de  São Paulo no protesto do último sábado. Foram 262 prisões, número recorde desde o início da onda de manifestações em junho do ano passado.

Cardozo não adiantou se achou positiva a ação, mas disse que os secretários de segurança vão avaliar o que considerar “boas práticas” para utilizar em seus estados.

O ministro também disse que o projeto de lei que o governo enviará para o Congresso Nacional com regras para os protestos obrigará mascarados a se identificar, caso exigido por policiais.

“O projeto vai vedar a utilização de qualquer expediente, inclusive máscaras, que retirem a identidade do manifestante. Agora, como é que nós vamos trabalhar essa questão? Essa vedação, ela vai fazer com que a pessoa que estiver com o rosto vendado, ela seja obrigada a se identificar. Claro, se ela não se identificar, estará desacatando a autoridade policial que determinar essa identificação, então se configurará o delito”.

[poll id=”202″]

 

PM vai distribuir coletes

A Polícia Militar informou que vai distribuir coletes para jornalistas na capital nos próximos protestos. A medida visa coibir agressões de PM`s contra os profissionais. No protesto de sábado, 14 foram agredidos.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo