Decisão de processo de Azeredo sairá depois do carnaval, diz ministro

Por Caio Cuccino Teixeira
Luís Roberto Barroso quer que a PGR apresente as alegações finais do mensalão mineiro / Elza Fiúza/ABr Luís Roberto Barroso confirmou que a decisão do processo do ex-deputado federal Eduardo Azeredo vai sair apenas depois do carnaval / Elza Fiúza/ABr

O ministro Luís Roberto Barroso confirmou que vai submeter ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) a decisão sobre a possível devolução do processo contra o ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) para a primeira instância da Justiça mineira. Azeredo, réu no caso do mensalão tucano, renunciou ao cargo de parlamentar na semana passada.

Veja também
• Barroso argumenta sobre julgamento de Azeredo

Todavia, o debate no pleno da Suprema Corte vai ocorrer apenas depois do carnaval. “Já tenho posição e voto, mas acho que essa matéria deve ser decidida institucionalmente pelo plenário, e não pessoalmente pelo relator para que seja uma decisão que estabeleça critério e não esteja sujeita a idas e vindas”, disse o ministro.

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, sugeriu ao STF pena de 22 anos de prisão para Azeredo, que renunciou assim que se tornou réu no processo. Em entrevista ao BandNews TV, o ministro Marco Aurelio Mello afirmou que pelo fato do tucano não ter mais direito a foro privilegiado o processo criminal deveria ser remetido para a Justiça de Minas Gerais.

Azeredo é acusado dos crimes de peculato e lavagem de dinheiro pela PGU | Leonardo Prado/Agência Câmara Azeredo, réu no caso do mensalão tucano, renunciou ao cargo de parlamentar | Leonardo Prado/Agência Câmara

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo