Ex-deputado João Paulo Cunha fica sem direito à aposentadoria

Por fabiosaraiva
Cunha recebeu pena de três anos de prisão, mas ainda pode protocolar recurso | Valter Campanato/ABr Cunha está preso há uma semana no presídio da Papuda | Valter Campanato/ABr

Preso há uma semana no presídio da Papuda, em Brasília, o ex-deputado João Paulo Cunha (PT), que renunciou na última sexta-feira, ficará também sem direito à aposentadoria.

Segundo a Câmara, o petista não tem os requisitos mínimos para assegurar o benefício: 60 anos de idade e 35 anos comprovados de trabalho com carteira assinada.

João Paulo tem 55 anos de idade e, ao todo, 33 anos de contribuição.  Ele tem como formação o trabalho de metalúrgico.

A vida pública começou em 1990, quando foi eleito deputado estadual. O petista estava no quarto mandato consecutivo de deputado federal, iniciado em 1993 – sendo presidente da Câmara entre 2003 e 2005. Durante o período, contribuiu com o fundo de aposentadoria parlamentar e poderá requerer a aposentadoria assim que cumprir as exigências.

O ex-presidente da Câmara está em uma cela do CIR (Centro de Internamento e Reeducação) e cumpre pena no regime semiaberto de 6 anos e 4 meses por peculato e lavagem de dinheiro no caso do mensalão.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo