Joaquim Barbosa classifica prisões no Brasil como "inferno"

Por Caio Cuccino Teixeira
Presidente do STF está em Paris | Nelson Jr./STF O presidente do STF participou de uma série de seminários na Europa | Nelson Jr./STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, classificou as prisões brasileiras como “um inferno”.

Durante uma palestra na Universidade King´s College, em Londres, Barbosa creditou a precariedade do sistema prisional à falta de vontade política de governantes locais.

Ele citou ainda o Complexo de Pedrinhas, em São Luís, como exemplo da violência nas prisões controladas por organizações criminosas.

O ministro foi convidado para falar sobre o funcionamento do STF, mas abordou temas variados durante seu discurso. Além do sistema carcerário, Barbosa também falou sobre racismo e corrupção.

Londres foi a última etapa de um ciclo de seminários e encontros que Joaquim Barbosa realizou na Europa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo