Arthur Chioro abre caminho para assumir Ministério da Saúde

Por Tercio Braga
Dilma, Padilha e Chioro em inauguração de hospital | André Américo/Metro ABC Dilma, Padilha e Chioro em inauguração de hospital | André Américo/Metro ABC

Cotado para o Ministério da Saúde, o secretário de Saúde de São Bernardo, Arthur Chioro, anunciou nesta quarta-feira que deixará sua empresa de consultoria, que presta serviços para os setores público e privado.

O desligamento formal da Consaúde Consultoria, Auditoria e Planejamento Ltda., da qual era sócio com 99% das cotas, abre caminho para ida de Chioro para a Brasília, onde ocupará a vaga deixada por Alexandre Padilha.

Embora não tenha confirmado o convite da presidente Dilma Rousseff (PT), o procedimento do secretário atende exigência da União, que veda a participação de ministros em empresas.

Chioro afirma que não há problema legal em aliar a consultoria e o cargo na prefeitura. O caso, no entanto, é investigado pelo Ministério Público, que apura possível infração à Lei Orgânica do Município.

“No entendimento da prefeitura, fundamentada na legislação vigente, não há nenhuma irregularidade no fato de, como secretário de Saúde, eu ser sócio de uma empresa que presta consultoria na mesma área.”

Segundo o secretário, a Lei Orgânica impede participação no âmbito do município e a Consaúde nunca teve contrato com São Bernardo.

Chioro justificou que está transferindo sua participação para a mulher dele, que será sócia majoritária. Ele diz que não trabalha efetivamente na empresa desde 2009 – quando assumiu o cargo na prefeitura. Além disso, afirma que a consultoria está praticamente desativada.

Papo com Dilma

O secretário não detalhou o conteúdo da conversa que teve com a presidente na terça-feira, mas confirmou participação na comitiva com Dilma e Padilha que visitará Cuba semana que vem para tratar do Programa Mais Médicos. Outros secretários municipais e estudais também viajarão.

Nos bastidores, comenta-se que Chioro deixará o cargo em São Bernardo no dia 3 e assumirá o ministério ainda na primeira semana de fevereiro. Sua indicação tem aval do ex-presidente Lula.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo