Tarso Genro é condenado por improbidade administrativa

Por talita
Tarso Genro | ABr/Arquivo Tarso Genro | ABr/Arquivo

A Justiça de Porto Alegre condena o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e outras cinco pessoas por improbidade administrativa. O processo foi aberto após a contratação temporária de auxiliares de enfermagem, enfermeiros e médicos pela prefeitura de Porto Alegre entre 1993 e 2002.

Tarso Genro e outros condenados ainda podem recorrer da decisão. Em nota, o governador gaúcho se defendeu das acusações e disse que a Prefeitura não tinha médicos concursados para contratar.

Ele ainda criticou a postura de alguns juízes e promotores que, segundo o político, se colocam como corregedores de atos públicos, mas não precisam responder rapidamente à população quando ela precisa.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo