Joaquim Barbosa embolsará R$ 14,1 mil em diárias em janeiro

Por Tercio Braga
Joaquim Barbosa fará duas palestras em Paris e em Londres | Valter Campanato/ABr Joaquim Barbosa fará duas palestras em Paris e em Londres | Valter Campanato/ABr

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, interromperá as férias de janeiro para ministrar duas palestras em Paris e em Londres e receberá 11 diárias de R$ 1.285 cada – num total de R$ 14.142,60. Os compromissos não constavam na agenda oficial do ministro e foram revelados nesta quarta-feira pelo jornal “O Estado de São Paulo”.

A primeira palestra será para a Agence Nationale de la Recherche, voltada à pesquisa científica, sobre ‘influência da publicidade das deliberações do Supremo sobre a racionalidade das decisões da Corte”, em 24 de janeiro, na França.

Em 29 de janeiro, Barbosa falará sobre o funcionamento do STF no King’s College de Londres. Da Inglaterra, o ministro retornará para Brasília no dia seguinte.

Durante a ‘missão oficial’, o presidente do STF estará acompanhado por um assessor.

A assessoria da Corte informou que é uma ‘prática comum’ dos ministros interromperem as férias em função de compromissos oficiais.

Sem ordem de prisão, João Paulo viaja

Com a prisão prevista para fevereiro, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) deixou ontem Brasília e viajou para São Paulo. A assessoria do parlamentar diz que a viagem já estava programada para exames de saúde. Ele, porém, deve participar do lançamento da revista ‘A verdade sobre a ação penal 470’, organizado pelo PT.

Desde o dia 6, o petista teve o processo do mensalão encerrado no STF. A ordem de prisão não foi assinada pelo presidente da Corte, Joaquim Barbosa, o que deverá ser feito apenas após o fim do recesso do Judiciário em  5 de fevereiro. João Paulo foi condenado a  6 anos e 4 meses de prisão. Em fevereiro, o deputado enfrentará também processo de cassação de mandato na Câmara. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo