Geraldo Alckmin quer adiar obrigatoriedade dos simuladores

Por Caio Cuccino Teixeira
Alckmin decidirá quem será o novo reitor / Antonio Cruz/ABr Governo de São Paulo pede 90 dias para que as escolas recebam os equipamentos | Antonio Cruz/ABr

O governo de São Paulo enviou nesta quinta-feira um ofício ao Contran (Conselho Nacional de Trânsito) para pedir o adiamento da obrigatoriedade dos simuladores em autoescolas.

Segundo o documento, o Estado pede 90 dias para que Centros de Formação de Condutores possam receber os equipamentos. Desde o início do ano, está valendo a determinação do órgão federal que obriga a utilização do simulador como uma das etapas do processo para a habilitação.

Em São Paulo, 1200 máquinas foram encomendadas, mas nem todas já foram entregues. Enquanto espera posicionamento do Contran, o governador Geraldo Alckmin determinou que o Procon examine o aumento de preço cobrado por autoescolas.

Geraldo Alckmin também defendeu que as aulas no simulador sejam descontadas do total de horas para se realizar o exame.

Mudanças no governo

O governador de São Paulo afirmou que “ainda não definiu data para saída de secretários que vão disputar as eleições de outubro”.

Mas, Geraldo Alckmin já adiantou que nenhuma troca terá relação com as denúncias de cartel em licitações do Metrô, que são alvo de investigações.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo