Rede e PSB estão livres nas eleições estaduais

Por Carolina Santos
Marina e Eduardo demonstraram unidade | Divulgação/Rede Sustentabilidade Marina e Eduardo demonstraram unidade | Divulgação/Rede Sustentabilidade

A aliança entre o PSB, presidido por Eduardo Campos, governador de Pernambuco, e a Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, não precisa ser mantida nas eleições estaduais. “A nossa aliança não é verticalizada, não estabelece para a lógica dos Estados a mesma lógica que temos no plano federal”, disse a ex-ministra ontem, no Primeiro Seminário Programático da Rede, em Brasília.

Campos também participou do evento e disse que os dois partidos têm construído um diálogo positivo. “Dos 27 estados, temos mais de 20 com um caminho muito aplainado e tranquilo entre a militância da Rede e do PSB”, afirmou.

Marina, no entanto, lembrou de casos como o do Paraná, onde seu partido vai apoiar a chapa do PV e o PSB está fechado com o PSDB.

Em São Paulo também deve haver distanciamento, pois os socialistas insistem na aliança com o tucano Geraldo Alckmin, rejeitada pela Rede.

Apesar do discurso pacificador, Marina cobrou coerência entre as decisões regionais e o programa que os dois partidos estão construindo para as eleições presidenciais do ano que vem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo