Médico de Roberto Jefferson explica dieta: "Trabalhamos com o que há de melhor"

Por BAND

A dieta recomendada para Roberto Jefferson – condenado pelo mensalão – na prisão, que inclui geleia real, salmão defumado e suco batido com água de coco, é justificada pela condição de sua saúde, segundo seu médico, José Ribamar Saboia de Azevedo. “Ele está controlado do câncer, mas tem uma doença metabólica importante. Ele é diabético, hipertenso. Não pode ter uma alimentação normal”, disse à Rádio Bandeirantes.

Segundo Azevedo, pontos da dieta, como a geleia real, são apenas recomendações. “Eu dou até risada disso. Isso é um detalhe mínimo da dieta. A geleia entrou como recomendação de um cardápio enorme”. Sobre o salmão, o médico justifica que a carne desse peixe tem “uma gordura mais adequada”. “A nutróloga deu [a dieta] dentro das necessidades básicas [do paciente], mas dá para substituir. Nós, médicos, trabalhamos com o que há de melhor”.

A polêmica começou depois que os advogados do condenado pediram que ele cumpra prisão domiciliar por causa dosproblemas de saúde. Na petição enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), a defesa anexou a dieta que Jefferson deve seguir. Ela inclui, no café da manhã, banana com canela, geleia real e pão preto. No almoço, o prato deve ser ter salada, arroz integral, carne ou salmão defumado e, no jantar, sopa de legumes

Na manifestação enviada ao STF, a defesa de Jefferson reafirmou que ele não pode cumprir no presídio a pena de 7 anos e 14 dias de prisão, definida na Ação Penal 470, o processo do mensalão. “Parece claro, pois, que o sistema prisional não terá condições de prover todo o acompanhamento nutricional necessário para a manutenção da vida do requerente, com alimentação especial e extremamente regrada, em intervalos pequenos de tempo, e hidratação constante, tudo como se vê nas prescrições médica e dietética em anexo”, diz a defesa do ex-deputado.

Responsável pela dieta de Jefferson, a nutróloga Flávia Alvarenga disse, à Rádio Bandeirantes, que não soube da polêmica da dieta. “Não sei, senhor [o apresentador Agostinho Teixeira], se ela chamou atenção. Ele tem uma prescrição médica e ela foi dada. Eu realmente não posso falar, tá bom? Eu estou em repouso médico. O senhor está sendo inconveniente, vou desligar”.

Análise

Após perícia médica feita na semana passada, a pedido do ministro Joaquim Barbosa, os médicos do Inca (Instituto Nacional do Câncer) concluíram que o estado de saúde de Jefferson não indica necessidade de cumprimento da pena em casa ou no hospital. Segundo os médicos, o ex-deputado deve usar regularmente medicamentos e seguir dieta prescrita por nutricionista. No ano passado, Jefferson fez uma cirurgia para retirada de um tumor no pâncreas.

Na terça-feira, em parecer enviado ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu que o sistema prisional informe se poderá cumprir as recomendações médicas sugeridas pela junta médica do Inca.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo