Pilotos e comissários pedem reajuste e ameaçam greve

Por Tercio Braga
Comissários de bordo de pilotos ameaçam entrar em greve | Scott Olson/Getty Images Comissários de bordo de pilotos ameaçam entrar em greve | Scott Olson/Getty Images

Em assembleia nacional, os aeronautas (pilotos, copilotos e comissários de voo) decidiram nesta sexta-feira aprovar um indicativo de paralisação para a próxima sexta-feira (20). A decisão final sobre o início de greve ou não dependerá de uma nova reunião com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias), marcada para o dia 18.

“A categoria recusou a proposta das empresas aéreas, decidiu entrar em estado de greve, com indicação de paralisação do setor na próxima sexta-feira (20)”, disse em nota o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas). Entrar em estado de greve não significa que a categoria decidiu paralisar os trabalhos, apenas que está mobilizada para uma provável greve.

A paralisação dos aeronautas não é a única preocupação com relação ao funcionamento dos aeroportos. Devido à aproximação do período de festas e férias, autoridades aeroportuárias iniciaram hoje a Operação Fim de Ano, que está reforçando as estruturas de serviço dos 12 principais aeroportos do país – localizados nas cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Campinas e do Recife.

A operação inclui compromisso das empresas aéreas de colocar 15 aviões de reserva no período e ampliar o número de tripulantes, funcionários do check-in e equipes em solo, mantendo 97% dos funcionários trabalhando. Nos horários de pico, todos os guichês de check-in deverão estar em funcionamento.

Além disso, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) intensificou a fiscalização nesses aeroportos com 315 funcionários trabalhando em turnos durante o período. A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) vai ativar planos de emergência para melhorar a oferta de informações aos passageiros quando houver algum problema nos aeroportos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo