Amazônia pode sofrer redução de 70% até o fim do século

Por Tercio Braga

Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, publicado nesta segunda-feira, mostra que a Floresta Amazônica poderá sofrer uma redução de 70% da extensão da sua área até o fim do século. Isso acontecerá se houver um aumento da estação seca.

Atualmente o crescimento intenso da floresta ocorre durante a estação seca, quando a insolação é maior e há bastante água do período chuvoso armazenada nos aquíferos subterrâneos, segundo relatório.

Apesar de ter muitas incertezas sobre como a mudança climática vai afetar a seca na região, as simulações que consideram um cenário de aumento do período sem chuva preveem uma redução dramática na vegetação.

O cenário pode ficar ainda pior se houver um aumento do desmatamento, que tende a prolongar a estação seca.

Segundo o relatório, há mais de 90% de chance de a temperatura subir em toda a América do Sul, com o maior aquecimento projetado para o sul da Amazônia.  A projeção é de um aumento da temperatura média de 0,5°C (Centro-Sul) a 1,5°C (Norte, Nordeste e Centro-Oeste) no país até o fim do século, no cenário mais otimista; e de 3°C (sul e litoral do Nordeste) a 7°C (Amazônia) no pior cenário.

Loading...
Revisa el siguiente artículo