Manifestantes entregam pizzas na portaria do STF

Por Tercio Braga
Seguranças recolhem as pizzas deixadas pelos manifestantes | José Cruz/ABr Seguranças recolhem as pizzas deixadas pelos manifestantes | José Cruz/ABr

Dois manifestantes deixaram nessa quinta-feira 37 pizzas na portaria do STF (Supremo Tribunal Federal) para protestar contra a decisão da Corte, que reabriu o julgamento de 12 réus condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Os dois se identificaram apenas como Ana e Tarso e se declararam integrantes do Movimento Novo Brasil. Eles disseram que “estão decepcionados com o resultado do julgamento”.

O protesto foi pacífico, sem incidentes. Os dois manifestantes foram impedidos por seguranças do Supremo de entrar no prédio com as pizzas. Assim, identificaram as 37 caixas com os nomes dos réus na ação penal e colocaram no chão. As caixas foram recolhidas pelos seguranças. Os ministros não viram o protesto, pois estavam em sessão de julgamento.

Na rede social Facebook, o movimento se identifica como uma “organização de fins pacíficos, com a finalidade de promover mudanças no país com o engajamento político; e para a prestação de serviços voluntários. Sua atuação gravita em torno da Revolução Educacional”.

Por 6 votos a 5, o STF decidiu nessa quarta-feira que 12 réus condenados no processo terão direito à reabertura do julgamento. Eles tiveram pelo menos quatro votos a favor da absolvição na análise de um crime.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo