Conselho persegue relator da MP ‘Mais Médicos"

Por Carolina Santos

claudio-humbertoA ousadia de aceitar a relatoria da medida provisória 621, que institui o programa “Mais Médicos”, do Ministério da Saúde, rendeu ao deputado Rogério Carvalho (PT-SE) uma perseguição inesperada: o Conselho Regional de Medicina paulista (Cresmesp), onde trabalha como Médico Fiscal, “interrompeu” sua licença sem vencimentos, que solicitara para exercer o mandato, e por telegrama o intimou a reassumir em 30 dias.

Intimidação. Rogério Carvalho, que teve a solidariedade da presidenta Dilma, tachou a medida do Cremesp de “arbitrária e vergonhosa”.

Pretexto. O Cremesp informou que a suspensão da licença do deputado, prevista na Constituição, tem caráter “administrativo”. Ah, bom.

Bernardinho 2014. Economistas de peso no tucanato como Helena Landau, ex-diretora do BNDES, e Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, já atuam na assessoria do treinador de vôlei Bernardinho, provável novidade do PSDB na disputa pelo governo do Rio de Janeiro, em 2014.

Novela. Com medo de protestos, o Itamaraty ouviu em local secreto em Brasília o depoimento do embaixador Américo Fontenelle, acusado de assédio moral e sexual no consulado-geral do Brasil em Sidney, Austrália.

Aconchego patriótico. O clã Patriota está quase completo na ONU em Nova York: além do irmão Guilherme, seu número 2, e da cunhada conselheira Erika, o ex-chanceler Antônio Patriota terá a companhia da mulher, Tania Cooper, que já trabalha na ONU. Falta o filho, aspone no governo Dilma.

Bem feito. Antonio Patriota é vítima do próprio veneno: terá de viver em Nova York ganhando menos, após elogiar a redução salarial dos embaixadores.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo