Royalties do petróleo devem adicionar R$ 1,4 bi na educação em 2014

Por Tercio Braga
‘Esse passo da educação não é só para a nossa geração’, afirmou Dilma, durante o encontra o com os prefeitos do ABC | Roberto Stuckert Filho/PR

Durante visita a São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, além de anunciar investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) à região, a presidente Dilma Rousseff projetou os investimentos em educação no país. Ela comentou sobre a aprovação da destinação de royalties do petróleo para a educação.

Segundo ela, a nova lei vai promover os investimentos em creches, a capacitação de professores, alfabetização na idade certa, ampliação do ensino médio em tempo integral e criação de universidades no interior. “No ano que vem, os royalties devem acrescentar R$ 1,4 bilhão ao orçamento da educação. Em 2016 o valor deve chegar aos R$ 6 bilhões e, em 2018, R$ 13 bilhões. Progressivamente, nós vamos melhorar e assegurar uma educação de primeiro mundo para nossas crianças e nossos adultos”, afirmou Dilma.

“Esse passo da educação não é só para a nossa geração. Vai garantir dinheiro para os próximos 30, 40 anos da educação do nosso país. Vamos assegurar também sustentabilidade para nosso país”, completou.

ABC

Nesta segunda-feira, a presidente também anunciou o repasse de 100 kits com retroescavadeiras, motoniveladores e caçambas para municípios com menos de 50 mil habitantes. Segundo ela, investimentos em pequenas cidades são essenciais para o salto no desenvolvimento. “Temos que garantir a esses municípios mais autonomia”, disse Dilma.

Ela anunciou investimento de R$ 2,1 bilhões (R$ 1,6 bilhão do Orçamento Geral da União e e R$ 514 milhões de financiamento) para obras em 15 favelas da região do Grande ABC. Os recursos irão obras de mobilidade urbana, urbanização, construção de moradia e de contenção de encostas. Os projetos de contenção de encostas englobam em 113 áreas de risco nos municípios de Diadema, Mauá e São Bernardo.

“Serão R$ 7 milhões para a mobilidade urbana, o que corresponde a 84 quilômetros de corredores de ônibus nas sete cidades da região, beneficiando em torno de 20 milhões de pessoas”, informou a presidenta. Outro objetivo é fazer mais 85 quilômetros de corredores para ônibus na região em uma próxima fase. “Isso deve totalizar quase 170 quilômetros e mudará a qualidade da mobilidade urbana”, enfatizou Dilma.

A presidente anunciou, ainda, a construção de 8,5 mil moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida que serão destinadas a famílias carentes da região do Grande ABC.

Loading...
Revisa el siguiente artículo