Supremo nega recursos de condenados pelo mensalão

Por fabiosaraiva

Na primeira sessão para o julgamento de recursos apresentados pelos 25 condenados por envolvimento no escândalo do mensalão, o STF (Supremo Tribunal Federal) sinalizou que dificilmente irá revisar as sentenças.

Até agora, os ministros já derrubaram quatro dos 26 embargos de declaração e rejeitaram questões preliminares que pediam a substituição do presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, da relatoria da ação penal; o envio dos casos dos condenados sem foro privilegiado para primeira instância; e a republicação do resumo da sentença, por que alguns ministros omitiram algumas partes dos votos, o que prejudicaria o direito à ampla defesa.

O primeiro recurso analisado foi do ex-secretário do PTB Emerson Palmieri, que alegou não ter condições, com renda de R$ 7,9 mil e com as despesas de saúde do pais, de pagar a multa de R$ 247 mil aplicada pelo STF.

O ex-tesoureiro do PL (hoje PR) Jacinto Lamas considerou rigorosa a pena de 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro. O relator afirmou que a punição foi adequada.

Nesta quinta-feira, serão analisados os embargos de Romeu Queiroz, Roberto Jefferson, Simone Vasconcelos e Bispo Rodrigues.

Loading...
Revisa el siguiente artículo