Greve no setor aéreo voltará a ser discutida na quinta-feira

Congonhas pode ser afetado, em São Paulo | André Porto / Metro Trabalhadores querem melhorias nos planos de saúde e odontológico da categoria | André Porto / Metro

Ficou para quinta-feira uma nova discussão entre o Sindicato dos Aeroportuários e representantes da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária)  para evitar as paralisações iniciadas em todo o país na semana passada. Nessa terça-feira, empregados e patrões se encontraram em audiência no TST (Tribunal Superior do Trabalho), mas não houve acordo e nova audiência foi marcada para quinta-feira.

O encontro entre representantes do sindicato e da Infraero foi intermediado pelo vice-presidente do tribunal, ministro Barros Levenhagem. Ele agradeceu o fato de as paralisações não terem ocorrido nos períodos de maior movimento nos aeroportos, como a Copa das Confederações e a visita do papa Francisco.

As principais demandas dos aeroportuários são melhorias nos planos de saúde e odontológico da categoria, além de revisão dos cargos que apresentam defasagem, com a publicidade de critérios pela Infraero.

Ficou acertado que haverá nova audiência para apresentação de propostas de conciliação antes da nova assembleia entre os sindicalizados. Na semana passada, o presidente do TST, Carlos Alberto de Paula, decidiu que a greve poderia continuar, mas estabeleceu regras mínimas de comparecimento dos trabalhadores.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo