Senador José Sarney deve deixar o hospital em uma semana

Assessoria confirma a informação mesmo após o político ser transferido para a UTI na noite desta quinta | ABr Assessoria confirma a informação mesmo após o político ser transferido para a UTI na noite desta quinta | ABr

O senador José Sarney (PMDB-AP) deve ficar internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por mais uma semana, segundo sua assessoria de imprensa. O hospital não confirma a informação, dizendo que Sarney não tem previsão de alta. O político está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde a noite da última sexta-feira, dia 2.

O boletim médico do hospital informa que ele fez exames de imagem no cérebro, na face e no abdome e os resultados apontaram acúmulo de líquido no pulmão direito. Por essa razão, a equipe formada pelos médicos David Uip, Roberto Kalil e Carlos Gama optou pela transferência. A assessoria do senador destaca, no entanto, que a decisão de levá-lo à UTI diz respeito, sobretudo, à necessidade de preservar o paciente, pois ele estaria recebendo muitas visitas em São Paulo.

Sarney está internado no Sírio-Libanês, desde o dia 31 de julho. Ele chegou ao hospital, na capital paulista, vindo de São Luís (MA), onde estava internado no Hospital UDI para tratamento de uma infecção pulmonar. A assessoria informou ainda que a vinda a São Paulo foi um pedido da família para que ele pudesse aprofundar os exames, fazendo um check-up, mas que o quadro do político é bom. Há previsão de um novo boletim até o fim da tarde desta sexta-feira.

Político e escritor, o maranhense José Sarney está na vida pública há 60 anos. Ele foi governador do Maranhão, presidente do Senado e presidente da República de 1985 a 1990. Autor de diversos livros, Sarney é membro da Academia Brasileira de Letras.

Loading...
Revisa el siguiente artículo