Seis pessoas sobrevivem a queda de elevador de 84 andares nos EUA

Corda do equipamento rompeu no quarto prédio mais alto de Chicago, nos Estados Unidos.

Por BBC Brasil

Seis pessoas, incluindo uma mulher grávida, caíram do 95º andar para o 11º em um arranha-céu na cidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Apesar da queda de 84 andares, todas as pessoas presas no elevador sobreviveram.

Após o incidente, na sexta passada, elas mandaram mensagens de celular para amigos, que chamaram os serviços de emergência.

As pessoas só conseguiram sair do elevador após três horas, quando os bombeiros puderam resgatá-las abrindo um buraco na parede.

Queda abrupta

O grupo havia saído de um bar no 95º andar para ir para o lobby.

O turista Jaime Montemayor, de 50 anos, estava no elevador com sua mulher. Ele disse que primeiro sentiu o elevador descer normalmente – quando, de repente, começou a cair.

Segundo ele, o grupo ouviu o barulho de algo quebrando e, na sequência, percebeu que começava a vazar poeira para dentro da cabine.

104409962mediaitem104409961-e9ed3493519e4b33ee4e207d9a2f61f1.jpg

As pessoas gritaram, rezaram e choraram, de acordo com o relato. "Eu achei que íamos morrer", afirmou Montemayor, que tinha vindo do México para conhecer a cidade, ao canal CBS 2.

Quando chegaram ao local, os bombeiros descobriram que não havia nenhuma porta de saída do elevador no 11º andar. Eles conseguiram resgatar as pessoas fazendo uma abertura na parede de concreto.

"Não conseguimos fazer um resgate pelas saídas normais. Tivemos que abrir uma parede no 11º andar do estacionamento para conseguir abrir as portas", disse Patrick Maloney, do departamento de Bombeiros de Chicago.

Acredita-se que ao menos um dos cabos que segurava o elevador se rompeu, mas o incidente continua sob investigação, de acordo com a entrevista dada por um funcionário da prefeitura ao jornal Chicago Tribune.

Ainda não está claro como o equipamento parou antes de atingir o chão. O canal de televisão americano ABC afirmou que os bombeiros disseram que dois cabos romperam, mas que ainda havia muitos outros segurando a cabine.

O elevador havia sido inspecionado em julho, e nenhum problema havia sido encontrado.

Nenhuma das vítimas do acidente ficou ferida.

O prédio, antigamente conhecido como John Hancock Center, é o quarto arranha-céu mais alto da cidade. Ele foi renomeado como "875 North Michigan Avenue" no início do ano.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo