Os 44 tripulantes do submarino argentino ARA San Juan, encontrado após ter ficado um ano desaparecido

Submarino desapareceu em 15 de novembro de 2017 com cabos, suboficiais, tenentes e a primeira mulher submarinista da América Latina a bordo. Um ano depois, em 17 de novembro de 2018, Marinha da Argentina informou ter encontrado o submarino.

Por BBC Brasil

Essas são as histórias e alguns dos rostos dos 44 tripulantes do submarino argentino ARA San Juan. Clique nas fotos para ler sobre cada um.

Um submarino e 44 tripulantes desaparecidos. Esta é a dramática trama do ARA San Juan no Oceano Atlântico, desaparecido desde 15 de novembro de 2017, e encontrado um ano depois.

Segundo comunicado da Marinha da Argentina na madrugada deste sábado, 17 de novembro, o submarino foi encontrado pela empresa americana Ocean Infinity, a 800 metros de profundidade no Oceano Atlântico e a cerca de 600 quilômetros de distância da cidade de Comodoro Rivadavia, onde estava o centro das operações de busca.

Ainda não há informações sobre os 44 tripulantes que estavam à bordo quando o navio desapareceu. Ao jornal argentino Clarín, fontes do ministério da Defesa da Argentina falaram que ainda é muito cedo para saber se o submarino poderá ou não ser retirado das profundezas do mar. "A princípio, acreditamos que será muito difícil, mas este é um trabalho que começa a partir de agora. E, claro, há a ideia de se será possível ou não recuperar os corpos dos tripulantes".

"Estamos todos comovidos com a notícia", falou Jorge Villarreal, pai de um dos tripulantes, para o Clarín. "Justiça e verdade era o que pedíamos. E com tudo isso nós estamos orgulhosos. Sabemos onde estão nossos filhos. Esperamos receber alguma fotografia em breve, esperamos poder dar a eles a despedida que merecem. Assim, poderemos ter paz", disse Villarreal.

* Esta página foi publicada originalmente em novembro de 2017 e atualizada após o anúncio de que o submarino foi encontrado.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo