Queda de avião após decolagem no México não tem mortos, diz governador

Voo usava aeronave da Embraer e ia do estado de Durango à Cidade do México; apesar de não haver registro de fatalidades, duas pessoas estão em estado grave.

Por BBC Brasil

Um avião com 101 pessoas caiu no México sem deixar vítimas fatais, segundo o governador do estado em que ocorreu o acidente.

No Twitter, José Aispuro, governador de Durango, afirmou no entanto que 85 pessoas ficaram feridas – duas em estado grave.

O voo AM2431, da companhia Aeroméxico, usava um avião modelo Embraer 190 e se dirigia do Aeroporto Internacional Victoria de Guadalupe à Cidade do México, capital do país.

A queda aconteceu logo após a decolagem, a 10 km do aeroporto.

Segundo autoridades locais, havia 97 passageiros e quatro membros da tripulação.

O Grupo Aeroportuário Centro Norte, que opera os voos do aeroporto, afirmou que informações preliminares indicam que o mau tempo pode ter sido a causa do acidente. O avião teria decolado em meio a uma tempestade de granizo e foi forçado a fazer um pouso de emergência.

O governador Aispuro disse que as testemunhas afirmaram ter escutado um "estrondo" antes que o Embraer 190, quase inteiramente cheio, caísse sem aviso, por volta das 16h, hora local (18h em Brasília).

Um passageiro contou a uma rede de televisão local que sentiu como se uma forte corrente de ar tivesse atingido a aeronave.

O porta-voz da Defesa Civil Alejandro Cardoza disse que houve um princípio de incêndio após o acidente, mas este logo foi apagado, não deixando vítimas de queimaduras.

"Muitos conseguiram deixar o avião a pé", disse Cardoza.

Todos os órgãos de saúde do estado ficaram em alerta para cuidar dos feridos, disse o governador.

O presidente mexicano Enrique Peña Nieto disse no Twitter também ter orientado órgãos federais a ajudar.

O aeroporto de Victoria de Guadalupe foi fechado após o acidente.

Em um comunicado, a Aeroméxico disse "lamentar profundamente" o acidente.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo