Passa de 90 o número de mortos por Talebã em ataque com ambulância cheia de explosivos em Cabul

Movimento islâmico de linha dura reivindicou autoria do ataque, que também deixou mais de 150 feridos

Por BBC Brasil

Um ataque suicida matou ao menos 95 pessoas e feriu cerca de 158 no centro de Cabul, capital do Afeganistão, segundo autoridades.

O Talebã, um movimento islâmico de linha dura, reivindicou a autoria do ataque.

Os autores do ataque entraram com uma ambulância cheia de explosivos em uma rua fechada, por onde se entra depois de um ponto de controle da polícia e onde ficam edifícios governamentais.

Nasrat Rahimi, porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, disse que o autor do ataque passou o ponto de controle da polícia depois de dizer que estava levando um paciente a um hospital próximo.

Há uma semana, militantes do Talebã mataram 22 pessoas em um hotel luxuoso de Cabul.

Testemunhas dizem que a área do ataque deste sábado (27), onde há embaixadas estrangeiras e uma sede policial, estava lotada de pessoas quando a bomba explodiu, por volta das 12h15 do horário local (6h45 no horário do Brasil). Fumaça pode ser vista a partir de diversos pontos da cidade.

Autoridades dizem que o número de mortos deverá crescer – resgates ainda estão sendo feitos, com vítimas sendo levadas a hospitais.

99774035hi044358527-9005f7946d30770aaa96898e351c2625.jpg Autoria do ataque foi reivindicado pelo Taleban / EPA

O deputado Mirwais Yasini disse que a área parecia um açougue depois do massacre. Ele disse estar almoçando com a família, metros do ataque, quando a bomba explodiu. "Primeiro, todos pensamos que tinha acontecido dentro de casa", disse. Depois, saiu e viu os corpos espalhado. "É muito desumano."

Outra testemunha, um engenheiro que não quis ser identificado, disse à BBC que estava a 1 km da explosão quando ouviu seu barulho.

"Vi uma chama gigante", disse. "A fumaça entrou nos meus olhos e eu não consegui enxergar durante um tempo." Quando se aproximou, viu cadáveres. Segundo ele, parecia um cemitério. "Foi um momento terrível. A área está completamente destruída."

Em outubro do ano passado, 176 foram mortas em ataques de bomba durante uma semana. Em maio, 150 pessoas foram morta por um ataque suicida em Cabul – o Taleban negou a autoria

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo